Blog

Granilite: Um sucesso na década de 40

O piso Granilite é um concreto decorativo com um aspecto próximo ao granito natural, de alta durabilidade, fácil manutenção e baixo custo. O piso é feito por uma composição de massa de cimento combinada com alguns pedaços de pedras, que podem ser de quartzo, mármore, calcário ou pedras semelhantes.

Devido a este tipo de composição, o granilite possui uma grande quantidade de minérios, o que o torna muito resistente e ideal para diversos tipos de ambientes.

Foto: Pinterest

Depois de aplicado, o granilite é polido para um acabamento liso, terminando o polimento, pode receber camadas de impermeabilizantes a base de agua ou a base de solventes o que lhe oferece um acabamento espelhado e protegido de sujeiras, óleos, etc.

Se bem preparado e aplicado, o piso dura mais de 40 anos.

O granilite é conhecido também como Terrazzo no exterior, pois sua aplicação começou a ser feita em meados do século XVII, nos terraços da cidade de Veneza, na Itália. Esse tipo de revestimento era aplicado pelos trabalhadores da área de construção, que aproveitavam as sobras de mármores de outras obras e assentavam os retalhos em cimento, pavimentando os terraços da região.

Qual a textura do Granilite?

O piso granilite é considerado um piso polido, ou seja, a superfície dele é lisa.

Portanto, esse tipo de piso é ideal para ser aplicado em áreas onde se requer um alto nível de assepsia.

Foto: Pinterest

Manutenção:

Acontece com ceras tipo industrial, sendo que a frequência de aplicação é definida de acordo com a utilização. É recomendável que essa ação seja realizada periodicamente.

Foto: Pinterest

 Custo-benefício

A utilização do granilite, é viável se comparada financeiramente com outras soluções, especialmente ao longo prazo. A grande vantagem do revestimento é a possibilidade de revitalizá-lo frequentemente, através de novos polimentos. O Granilite pode ser restaurando uma vez cada 2 ou 5 anos dependendo da sua utilização.

Foto: Pinterest

Vantagens:

  • Asséptico
  • Baixo custo
  • Fácil manutenção
  • Alta durabilidade
  • Totalmente recuperável

Desvantagens:

  • Ocorrência de fissuras frequentes
  • Falta de normatização

Fonte: Blog da Lopes